Você está aqui

Conteúdo

09.09.2020

Chave de travamento AZM 201 da Schmersal tem tecnologia RFID

Indicada para monitorar e travar portas de proteção em máquinas e equipamentos que tenham algum movimento perigoso, a Chave de Segurança com Travamento AZM 201, da Schmersal, é dotada de tecnologia RFID (rádio frequência). Compacta e de fácil instalação, a AZM 201 pode ser aplicada nas indústrias automotiva, de embalagem, de papel e celulose, siderúrgica e metalúrgica.

A chave de segurança AZM 201 da Schmersal é composta por unidade de travamento com tecnologia sensorial integrada (RFID + CSS) e atuador em duas versões – o B30 (maçaneta) e o B1 (reto/simples). O atuador B30 é ideal para portas dobradiças e não é necessário instalar maçanetas avulsas. De operação fácil e intuitiva, o atuador B30 não se projeta na abertura da porta, conta com diversos tipos de maçanetas disponíveis e versões para montagem dentro e fora da zona de risco. Além disso, possui a opção de dispositivo de emergência integrado, que possibilita a abertura da porta caso um colaborador fique preso na parte interna da máquina. Já o atuador B1 é indicado para portas corrediças e conta com retorno por mola.

A AZM 201 da Schmersal tem alto nível de codificação, de acordo com a ISO 14119, e incrementa a segurança com a tecnologia RFID. São mais de 30 mil versões de codificação e seu principal diferencial é a variedade de tipos de codificação (padrão, única e variável). Além disso, a chave de segurança conta com a opção de diagnóstico em série, o que possibilita o envio de informações para o supervisório da rede. Deste modo, é possível fazer uma ligação em série de até 31 dispositivos com a mesma tecnologia, sem que a categoria de segurança do sistema diminua.

Além da informação completa de diagnóstico, a chave de segurança AZM 201 da Schmersal é travada ou destravada por meio de um único cabo. O dispositivo pode ser ligado tanto diretamente através de um adaptador Y especial, quanto num quadro de comando por meio de blocos de terminais. Com a aplicação do diagnóstico em série, pode-se economizar uma entrada (de diagnóstico) e uma saída (sinal de travamento) no PLC para cada dispositivo.

Links

Colunas de contexto